quarta-feira, outubro 12, 2005

Vou para aqui !

Gosto de mudanças, estou sempre a trocar as fotos das molduras, o lugar dos móveis, etc.
Isto tudo para dizer me vou mudar, ou melhor: já mudei !

sexta-feira, setembro 30, 2005

Estou no ir

e não sei se volto!

quinta-feira, setembro 29, 2005

DIAS ASSIM MARCAM A VIDA

Os dias mais marcantes da nossa vida são sempre grandes alegrias ou grandes tristezas.
Quando nasce alguém querido ou quando perdemos alguém que amamos;
Lágrimas e sorrisos ficam-nos na memória dos melhores ou piores dias da nossa vida; ou os dois (lembro-me que me vieram as lágrimas aos olhos no dia do meu casamento quando abracei a minha mãe assim que me acabei de vestir de noiva) Sniff.
Não é desses dias que quero falar, quero pedir para contarem um dia marcante na vossa vida, um daqueles dias que não foi o melhor nem o pior, um daqueles dias que não vem logo à cabeça e que nos faz pensar um bocadinho...
Aqui vai um meu:
Um dia que me enche a alma é lembrar-me dos dias de chuva, nas férias de Natal, em que o cheirinho a terra molhada entrava pela casa dentro.
Eu e a minha mani aproveitavamos para brincar com os brinquedos (que ainda não tinhamos recebido, claro!) que transportavamos ás escondidas para o 1.º andar e ela minuciosamente desembrulhava, e riamos baixinho para a minha avó não ouvir e discutiamos sobre os brinquedos que mais gostavamos.
Quando estava perto a hora do lanche a minha avó fazia uma carcaça cheia de manteiga, mas cheia, de Planta ou a rebentar de Tulicreme, que nos deliciava enquanto viamos os desenhos animados.
Hoje já não tenho a minha avó, não recebo brinquedos, não como carcaças, nem planta, nem tulicreme, mas estes momentos marcam até hoje a minha vida.
Que saudades...

terça-feira, setembro 27, 2005

Moçambique

Tenho a certeza que damos muitas vezes importância indevida a coisas que não mereciam, e outras, talvez banais aos nossos olhos, são riquezas impagáveis.
Os pais viviam em Moçambique, à 30 e tal anos, a vida não tinha nada de semelhante com a vida de Lisboa, havia mais dinheiro para gastar, mais tempo para a proveitar, enfim não tinha nada de igual, claro que para quem pouca memória tem de África, isto não quer dizer muito. Mas quem não ouviu dizer que uma imagem vale por mais de mil palavras? Quem quer ver a minha familia de boca aberta é por no video, uma filmagem de à mais de 30 anos, que o marido da minha prima tem nas praias de Moçambique, para ele é mais que normal, já a viu mil vezes, e não se lembra de nada, tinha apenas 2 anos, para nós viciados em fotografias, um video de infância é mesmo um tesouro, ver que se fartavam de passear, que a mãe não trabalhava e tinha imenso tempo para estar com o filho, tantos momentos registados, só visto... a inveja é mesmo uma coisa muito feia, mas se há coisas que eu tenho pena de não ter são estas imagens da nossa infância, que ajudam muito a recuperar a memória.

segunda-feira, setembro 26, 2005

Feira da luz

No último fim-de-semana da feira da luz, as cinco barracas de farturas, tinham filas gigantes, o meu marido já estava a desesperar, pensava que não ia comer nenhuma, com o calor que estava eu não quis.
Quando hoje na hora do almoço fiz esta conversa, olharam-me com os olhos ... " e o que é que o calor tem com isso? "
Está calor, as farturas estão a ferver, não?
Será que ninguém partilha da minha opinião?

sexta-feira, setembro 23, 2005

Ontem entrei numa igreja onde não gostava muito de entrar, fui mandar um beijinho para o céu.
O tempo corre: 5 meses.

quinta-feira, setembro 22, 2005

1 Sonho

Foi dos momentos mais fantásticos que já vivi, agradeci a todos os que me ajudaram a realizar este sonho, à Kikas, ao meu marido, ao Sr. Rui da Herdade Batepé, e claro, à querida Bonita, a égua que gentilmente, num passo meigo, em gestos calmos, me permitiu passear no seu dorso.
Já ouvi muitas vezes dizer que com a idade se ganha mais medos, eu pelo contrário, estou cada vez mais aventureira.